Turbine seus conhecimentos!

3 técnicas fáceis de Microlearning para segurar a atenção do seu aluno

Digite “microlearning” no seu aplicativo de produção de texto favorito. Se você não adicionou a palavra ao seu dicionário, como eu, ela será marcada como uma palavra com erros ortográficos. Bom, isso basta para dizer que o microlearning é um conceito bem novo.

Microlearning é exatamente o que parece – bem curto e com rajadas específicas de conteúdo – geralmente vídeo – e geralmente controladas pelo aluno. Eu imagino que o microlearning seja o maior benefício para um cara acrofóbico em cima do seu telhado, que precisa de um tutorial sobre a instalação de telhas para telhados. “Por favor, me dê apenas o que eu preciso saber no menor tempo possível para que eu possa descer. Eu estou assustado.”

Estruturar o conteúdo em rajadas curtas tem grandes vantagens. Em primeiro lugar, os alunos não ficam entediados. Eles não têm tempo para isso. Portanto, a taxa de retenção por segundo provavelmente será alta.

É ultra-portátil. Com apenas um ou dois minutos de duração, mesmo o conteúdo sendo um vídeo de alta qualidade, não vai prejudicar o pacote de dados e pode ser facilmente acessado em um dispositivo móvel.

Também é muito mais fácil para um aluno, que trabalha em tempo integral, para se encaixar na micro-aprendizagem em dia de trabalho. Confira este artigo por Sayantani Banerjee que ilustra as vantagens do microlearning em uma configuração de varejo.

Pelo lado do desenvolvimento, o microlearning é muito satisfatório para os desenvolvedores. É muito mais fácil gerenciar atualizações para diversos pequenos pedaços de conteúdo do que gerenciar elementos de um grande curso que precisa ser atualizado.

Então, agora que estabelecemos que, ao invés de 24 minutos de conteúdo, estamos falando de 2 a 4 minutos, vamos conferir três técnicas realmente fáceis para implantar a micro-aprendizagem para seus alunos.

 

Técnica #1 – Vídeo

 

Quando nosso amigo no telhado decidiu fazer o trabalho sozinho sem contratar um empreiteiro, ele provavelmente pensou que seria super fácil. Uma vez que ele aprendeu o contrário, tudo o que ele tinha era o telefone dele e dois conjuntos de juntas brancas. Ele provavelmente foi ao YouTube. É rápido, e ele sabia que provavelmente poderia aprender o que fazer, assistindo algum vídeo explicativo do passo a passo.

O vídeo é mais poderoso do que quaisquer instruções escritas poderia ser. Os vídeos curtos também são muito fáceis para um aluno explorar. Sou um grande fã desses vídeos curtos de cozinhar. Você sabe, aqueles em que apenas aparecem os braços fazendo toda a preparação com instruções escritas. “Eu não preciso saber a origem e a história do cassoulet – são 18h45 e minha família está com fome. Mostre-me as etapas.”

 

Técnica #2 – Infográficos

 

Sem uma apresentação pesada e uma narrativa monótona, a infografia nos permite ver dados representados de forma super envolvente e interessante que muitas vezes incorpora humor, cor e a oportunidade de consumi-lo em 3 minutos ou 3 segundos.

A infografia se encaixa muito bem na categoria de microlearning e funciona como um recurso de aprendizagem autônomo. Eles exigem um bom grau de esforço na área de design visual, então, se você deseja que seu infográfico tenha um forte impacto, certifique-se de pelo menos consultar, se não uma comissão, um designer ao planejar seu projeto.

 

Técnica #3 – Quizzes

 

Descubra o que a revista Cosmopolitan sabe há décadas – As pessoas adoram responder perguntas e avaliar resultados para obter resultados sobre si. Testes curtos são super interativos e, com a promessa de algum resultado, o criador é capaz de reunir informações realmente úteis dos alunos enquanto toca em algo chamado de “viés de auto-serviço” – nosso desejo inato de receber informações lisonjeiras sobre nós mesmos.

Os questionários têm o poder de criar um senso de urgência que os fornecedores de todos os tipos de produtos e serviços estão sempre esperando gerar. E para a pessoa que está fazendo o questionário, se for realmente divertido e/ou perspicaz, o questionário provavelmente será compartilhado nas mídias sociais.

 

Traduzido de: http://bit.ly/3_técnicas_de_microlearning

One thought on “3 técnicas fáceis de Microlearning para segurar a atenção do seu aluno”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *